Anúncios
Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Kaesong’

[AP Photo/ Lee Jin-man]

turistas

A Associated Press publica um artigo com aquela que é, provavelmente, uma das últimas viagens dos turistas sul-coreanos à Coreia do Norte. Pelo menos nos próximos tempos, já que Pyongyang diz que a partir de 1 de Dezembro fecha a fronteira com o Sul.

Aqui fica uma parte do retrato turístico em Kaesong (que eu também tive a oportunidade de visitar em 2006):

“Kaesong seems like it is a nice place to live, but the living situation seems like it’s more difficult than when I was young,” said Oh Tae-jin, 49, a South Korean on the tour with his family.

Snacks sold at tourist sites included a bag of crackers for $3 — U.S. dollars are the currency of choice in Kaesong — a North Korean cola for $2 and a box of tea for $10, roughly 10 times the average monthly wage in North Korea.

Lunch is included in the tour’s 198,000-won cost — about $130 — with roughly half going to North Korea, according to Hyundai Asan. The 13-course feast in a traditional house in Kaesong’s elegantly restored old town includes fish, beef, lamb and ginseng-infused whiskey for an extra $20 a bottle.

Back in downtown Kaesong, a lone warden stood in an intersection directing traffic: bicycles, modern buses and the rare car. A patriotic sign declared: “As long as the Dear Leader is alive, we will win!”

(ler artigo completo)

Anúncios

Read Full Post »

En guard!

Uma turista sul-coreana foi baleada no mês passado numa zona turística da Coreia do Norte.

 

Em Março deste ano, a Coreia do Norte expulsou os funcionários sul-coreanos que trabalhavam no complexo industrial de Kaesong (já dentro da zona desmilitarizada).

 

Agosto de 2008.

 

Porta-voz do Exército norte-coreano:

 

Vamos expulsar todas as pessoas do sul que permaneçam na zona turística de Kumgang e que consideremos desnecessárias.

 

Porta-voz do Ministério da Unificação da Coreia do Sul:

 

Lamentamos que a Coreia do Norte continue a tomar medidas incompreensíveis, tanto mais que se negaram a cooperar na investigação

 

Touché!

Read Full Post »

A Coreia do Norte expulsou 11 sul-coreanos que estavam a trabalhar no complexo industrial de Kaesong (fica do lado Norte, muito perto do paralelo 38).

Este complexo resulta de uma joint-venture entre Norte eSul mas Pyongyang azedou o tom depois do ministro sul-coreano da Unificação ter dito que a expansão do complexo seria congelada até à resolução do programa nuclear por parte da Coreia do Norte.

O presidente sul-coreano, Lee Myung-bak, defende projectos conjuntos na península mas já sublinhou, por várias vezes, que o fim do programa nuclear de Pyongyang é condição sine qua non para futuros investimentos e ajuda humanitária.

Read Full Post »

O horizonte mostra dias cinzentos nas relações entre Seul e Pyongyang.

As Coreias tinham previsto começar hoje um encontro de dois dias, em Kaesong (Coreia do Norte), em que iriam discutir a cooperação ferroviária e o transporte de atletas dos dois países aos Jogos Olímpicos de Beijing (Pequim).

A Coreia do Norte suspendeu o encontro porque diz que, com o início do ano, ainda há coisas a preparar. É uma decisão que pode escamotear um contra-ataque de Pyongyang ao presidente sul-coreano recém-eleito – toma posse a 25 de Fevereiro.

Lee Myung-bak anunciou há dias que vai acabar com o Ministério da Unificação durante o seu mandato.

Read Full Post »

Os ministros da defesa, sul-coreano e norte-coreano, começam hoje um encontro de três dias em Pyongyang, para discutir garantias de segurança, na viagem de comboio a ser feita diariamente entre Munsan (Sul) e Bongdong (Norte).

Esta ligação ferroviária ficou decidida no início deste mês, tendo como objectivo abastecer o complexo industrial de Kaesong (na Coreia do Norte).

Parece ser o renascer da cooperação económica na península coreana.

Read Full Post »

%d bloggers like this: