Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Uncategorized’ Category

[Rita Colaço/Coreia do Norte/2006]

imagem-coreia

Para quem ainda não sabia, a Coreia do Norte tem um calendário próprio, ao ritmo do aniversário do Grande Líder.

Se Kim Il-sung fosse vivo (não sendo é como se fosse) faria hoje 101 anos, mas o calendário marca Juche 102. Kim Il-sung nasceu em 1912 e a partir daí começou o ano 1: Juche 1(Juche é um conceito criado por Kim Il-sung e que significa algo como “a Coreia por ela própria”).

Por isso, o ano de 2013  é para os norte-coreanos o ano de 102.

O dia é especial para (quase) todos os norte-coreaanos, mesmo para aqueles que fugiram do país. Quase todos os dissidentes que tenho entrevistado ao longo dos anos me dizem que Kim Il-sung é visto por todos como um herói. Como o homem que libertou a Coreia do Norte dos japoneses. Como o homem que trouxe prosperidade (até finais da década de 80) para o país. Já Kim Jong-il não reunia a mesma unanimidade e “adoração”.

Daí que o dia 15 de Abril seja, de facto, um dia especial para os norte-coreanos e, neste ano, para o mundo que espera em suspenso por um gesto perigoso de Kim Jong-un.

E porque hoje é dia 15 de Abril, ofereço-vos o remake sonoro da minha viagem à Coreia do Norte em 2006. Um retrato que apenas mostra a versão norte-coreana. Esta é a história tal como me foi contada.

(também podem ouvir aqui, mais ou menos ao minuto 29)

Ainda vos deixo a notícia publicada hoje pela KCNA e que, quanto a mim, traz um tom menos ameaçador e mais reconciliador.

 Pyongyang, April 15 (KCNA) — The dear respected

Kim Jong Un received a letter from the Central Committee of the Anti-Imperialist National Democratic Front (AINDF) on Monday, the birth anniversary of President Kim Il Sung.
The letter said: Thanks to the April 15 when the sun of Juche rose, the Korean nation could put an end to its history of distress interwoven with flunkeyism and national ruin, greet a new bright morning and take the road of eternal happiness and prosperity of the nation with spring sunshine given off from Mangyongdae.
The life of Kim Il Sung was an epic-like one of an invincible hero who clarified the truth that arms are a lifeline of the nation and guarantees the victory of revolution, restored the country by leading to victory the hard-fought battles against the Japanese and the U.S. imperialists under the banner of Songun and honorably defended the sovereignty of the nation.
He brightly indicated the path for national reunification by setting forth just and rational proposals and ways for reunification including the three principles of national reunification, the ten-point programme of the great unity of the whole nation and the proposal for founding the Democratic Federal Republic of Koryo.
The cause of the Songun revolution based on Juche is being successfully carried forward by you Marshal Kim Jong Un, who are identical to Kim Il Sung and leader Kim Jong Il.
In the letter AINDF vowed to glorify the idea of national reunification and leadership feats of Kim Il Sung and Kim Jong Il and vigorously advance for independent reunification, more deeply cherishing in mind the firm belief that Kim Il Sung and Kim Jong Il are always with the Korean people.
It also pledged to join the all-people resistance to frustrate the frantic moves of the hostile forces for a nuclear war and make positive contribution to bringing about a fresh turn in the efforts for national reunification in this significant year which marks the 65th anniversary of the DPRK and the 60th anniversary of the victory of the Korean people in the Fatherland Liberation War in response to the special statement of the government, political parties and organizations of the DPRK.

Read Full Post »

Se o homem da Samsung está na Coreia do Sul, então é porque não vai haver mesmo guerra. Ora leiam este artigo.

Read Full Post »

A Coreia do Sul está a acordar para o dia 11 e os editoriais de alguns dos principais jornais sul-coreanos espelham a gravidade da situação.

Korea JoongAng Daily

The government has announced that North Korea was behind the March 20 cyberattacks against three major television networks and two financial companies in Seoul.

A joint response team comprised of the government, military and civilian sectors said that a cyberattack unit under the Reconnaissance General Bureau of North Korea had committed malicious cyberterrorism on main servers and personal computers by erasing more than 48,000 documents after thoroughly preparing to plant malignant code for as long as eight months.

The Korea Herald

Bracing for the worst

What will it take for North Korea’s young, inexperienced leader to realize that his attempts to blackmail South Korea and its allies will not work and could instead put him on a slippery slope to ruin?

As his previous provocations, such as a nuclear test and missile launches, failed to intimidate Seoul and Washington, Kim Jong-un has started to play a new card ― the shutdown of the Gaeseong industrial complex.

But he should be careful what he wishes for. The closure of the complex, widely seen as a symbol of inter-Korean cooperation and the last exchange link left between the two Koreas, could prove to be his undoing.

Korea Times

Cyber warfare Seoul must review preparedness for new breed of attack

North Korea was pinpointed Wednesday as the perpetrator of a massive cyber attack that paralyzed more than 30,000 computers and servers at the nation’s banks and broadcasters last month.

The Ministry of Science, ICT and Future Planning said the series of cyber attacks on March 20, 25 and 26 resembled methods North Korea had attempted in previous cases. According to news reports, six computers in North Korea were used to access South Korean servers using more than 1,000 IP addresses overseas and 13 of those IP addresses were traced back to North Korea. Surprisingly, the attack had been planned for eight months before it was launched.

Read Full Post »

Ah, esperem! Foi mesmo aqui!

Ora façam lá este “engraçado” exercício de escrever a palavra “ameaçou” no motor de busca aqui do blogue e vejam o que vos aparece.

ou podem clicar aqui (https://coreiadonorte.wordpress.com/?s=amea%C3%A7ou)

Agora comparem com o que anda a ser dito.

É ou não um dejá vu?

Read Full Post »

“Coreia do Norte: um segredo de Estado” ainda não é o melhor blog de 2012, mas pode vir a ser.

Por isso, toca a carregar na imagem em baixo e a correr a página que se segue até à categoria de “Actualidade política – Internacional”. Aí, é fácil. É só clicar onde diz “Coreia do Norte” e está feito! Até dia 19 de Janeiro podem votar uma vez por dia, todos os dias!

Obrigada!

Imagem

E ainda podem eleger-me aqui como blogger do ano!

Read Full Post »

Piscadela de olho

Kim Jong-un fez um (quase) inédito discurso de Ano Novo para um (também quase inédito) apelo ao diálogo com os vizinhos do Sul. Os analistas desconfiam. E vocês?

Comentários aqui no blogue ou no facebook.

Read Full Post »

A China está a enviar um grande ni hao (olá) aos trabalhadores norte-coreanos.

Quem quiser – e Pyongyang deixar – tem cerca de 40 mil vagas de trabalho à espera do outro lado da fronteira.

SEOUL: China is inviting tens of thousands of North Korean guest workers into the country in a deal that will provide a cash infusion to help prop up a teetering regime with little more to export than the drudgery of a desperately poor population.

(continuar a ler)

 

Read Full Post »

Obrigada!

Imagem

Um post apenas para agradecer a quem visita este blogue, que um “obrigada” nunca enjoa.

Então não é que fui ver as minhas estatísticas e reparo que ontem fui visitada por 152 brasileiros, 34 portugueses, três australianos, um francês, um japonês e um islandês? Até da Islândia tive um clique! Claro que alguns serão portugueses ou brasileiros a chegar aqui a partir desses remotos cantos do mundo, mas é um dado que me deixa muito feliz! Ao Brasil e aos brasileiros, um obrigada duplo já que são os visitantes sempre no topo das estatísticas!

Read Full Post »

Do verbo confidenciar

Faltava-me agradecer ao Centro de Estudos do Curso de Relações Internacionais da Universidade do Minho (CECRI), em particular à Marta Nunes, pela boa organização da tertúlia no dia 29 de Fevereiro, em Braga. Correu bem.

Por isso, é pena que a reboque desta iniciativa me tenha visto obrigada a denunciar o uso indevido (e abusivo) do verbo confidenciar.

No dia seguinte à minha participação na tertúlia, vejo que saiu no jornal A Bola um trabalho sobre a iniciativa na qual participei e ao qual me eram atribuídas afirmações que eu jamais proferi e que sempre condenei veementemente. Jamais confidenciei o que quer que fosse a um jornalista da Bola, simplesmente porque nem sequer fui entrevistada.

Nesse sentido, vi-me obrigada a recorrer às instâncias próprias e aguardo agora uma resolução do caso. Partilho convosco a queixa que já enviei, tanto para a Entidade Reguladora para a Comunicação Social, como para a Comissão da Carteira Profissional.

No corpo da notícia intitulada “O futuro da Coreia do Norte em tertúlia na Universidade do Minho”, assinada por Pedro Lobão – cujo número de Carteira Profissional de Jornalista não se encontra registado on-line na base de dados da Comissão da Carteira Profissional de Jornalista – e publicada na edição eletrónica (on-line) do jornal A Bola (www.abola.pt), em 29.02.2012, e disponível no endereço http://www.abola.pt/mundos/ver.aspx?id=318582 (consultado a 16.03.2012):

  1. Atribui o autor Pedro Lobão as seguintes declarações à queixosa:

 

«A jornalista confidenciou a A BOLA algumas das experiências vividas na Coreia do Norte:

A Coreia do Norte é um país isolado do resto do Mundo, é uma nação que obriga as mulheres a trabalhos forçados caso sejam apanhadas a usar calças, tem o quarto maior exército do planeta, não tem qualquer tipo de liberdade em escolher a religião, o cidadão não pode ir a nenhum sítio fora do Estado sem avisar primeiro as entidades e ainda são executadas ao vivo em estádios seres humanos. Enquanto lá estive não podia fotografar nada sem que depois as autoridades não pedissem para ver como tinha ficado a fotografia, não há internet e é interdito o uso de telemóvel. É um verdadeiro país parado no tempo.»

 

  1. Tendo participado a queixosa numa conferência pública, a convite da Universidade do Minho, a 29.02.2012, em Braga, sobre a realidade geopolítica na Península Coreana, em momento algum prestou declarações – muito menos «confidenciou» quaisquer experiências – ao autor da referida notícia;

 

  1. À queixosa são atribuídas declarações que em momento algum proferiu: a) no âmbito de uma conferência pública; b) em declarações a qualquer órgão de comunicação social; c) em particular, ao autor Pedro Lobão;

 

  1. O teor das declarações é difamatório. Em momento algum a queixosa – jornalista com experiência profissional direta na Coreia do Norte e, por esse mesmo trabalho, premiada publicamente – teceu apreciações ligeiras, simplistas, preconceituosas, estereotipadas e pouco informadas sobre um regime político e uma sociedade de profundíssima complexidade.

 

Perante tais factos, vimos por este meio instruir a presente participação, de modo a que possa a Entidade Reguladora para a Comunicação Social proceder às diligências legalmente previstas.

Read Full Post »

A Malásia e Coreia do Norte vão reforçar a cooperação jornalística com troca de  notícias e documentários televisivos.

O acordo foi alcançado em Angkasapuri (Malásia) e este já é o quarto encontro desde que os dois países assinaram um  acordo em matéria de informação, em Pyongyang, em Maio de 1992.

Os malaios dizem-se também disponíveis para dar formação aos repórteres da KCNA, a agência de notícias da Coreia do Norte.

 

Read Full Post »

A “mediocracia” como um “ministério da verdade”: nos Estados Unidos como na Coreia do Norte ou em qualquer outro país.

Orwell Rolls In His Grave.

Read Full Post »

O jornalista catalão, Miquel Calçada (da Televisão da Catalunha), esteve há uns meses na Coreia do Norte com – o também catalão – Alejandro Cao de Benos. Foi Alejandro quem também me acompanhou na visita que fiz à Coreia do Norte. Nestas filmagens, consigo ver – de quando em vez – To-tchol, um dos guias que esteve sempre comigo em 2006. Sempre calado, discreto, desconfiado, mas bom coração.

Vodpod videos no longer available.

Read Full Post »

25 de Junho de 1950. Quatro horas da manhã. Paralelo 38.

Ouvem-se os primeiros disparos da artilharia norte-coreana em direcção aos ROK (soldados sul-coreanos). Em pouco tempo, todas as posições do paralelo 38 estavam ocupadas. A Norte e a Sul. Às 11 da manhã, a República Popular Democrática da Coreia (Coreia do Norte) faz uma declaração formal de guerra, dizendo que o Sul tinha atacado primeiro. Ninguém acreditou. As hostilidades só acabaram daí a três anos, com a assinatura de um armistício. Nunca com um Tratado de Paz.

A Guerra da Coreia começou há 60 anos. Uma guerra entre irmãos que terá feito quatro milhões de mortos.

Este é o melhor documentário que encontrei sobre a Guerra da Coreia e está em castelhano.

Read Full Post »

É hoje que a experiente selecção brasileira e a – quase verde – selecção norte-coreana se encontram em Joanesburgo para o primeiro teste de ambas as equipas neste Mundial de Futebol 2010.

Enquanto o jogo não começa, a equipa norte-coreana tem treinado num ginásio público de Joanesburgo. Embora discorde do tom jocoso deste vídeo, resolvi publicá-lo para que se perceba melhor que esta selecção, apesar de ter poucos recursos financeiros, pode surpreender. Mais uma vez.

Mas também leio na Globo que o “time titular do Brasil pra estreia nunca atuou junto num jogo oficial“. Por isso, é melhor não cair em excesso de confiança. É que os norte-coreanos têm um sentimento de união muito grande.

Os brasileiros, os portugueses e o resto do mundo é que conhecem mal a Coreia do Norte e há sempre muitas ideias feitas sobre aquilo que não se conhece. Ora ouçam – neste vídeo – as impressões que a Rádio Web Nassau recolheu nas ruas brasileiras.

A poucas horas do jogo, a FIFA está a trabalhar para que a população da Coreia do Norte assista ao jogo. Ao mesmo tempo, enquanto uns apelam à abertura, outros trabalham às escondidas. Dunga parece apostado em seguir a máxima: o segredo é a alma do negócio. Mas o “Rooney asiático” – o jogador norte-coreano Jong Tae-se – é que abre o jogo todo. Diz ele que a equipa da Coreia do Norte é parecida com a Alemanha.

Numa página de apostas, o Brasil é dado como favorito e até se fala em mais uma goleada. Eu que não percebo nada de futebol, achei muita piada a este texto:

No lado coreano, apenas mistério. Como disseram aqui no Brasil, se mistério ganhasse jogo, Gilberto Braga seria técnico da Seleção (referindo-se ao novelista Gilberto Braga, autor de novelas como Vale Tudo, culminada pelo mistério Quem matou Odete Roitmann). Nos jogos esse ano, derrotas para Nigéria e Paraguai, empate com a Grécia (que apresentou um futebol paupérimo em sua estreia) e um empate com a “potência” Turcomenistão. Se no Brasil, a maioria dos jogadores joga na Europa, a Coreia do Norte possui apenas 3 jogando fora do país : mesmo assim na China, Rússia e no Japão. Nenhum na Europa.

Pode ser patriotada, mas depois dos 4 X 0 da Alemanha teremos outra goleada nessa primeira rodada.

O Bola nas Costas é que resolveu fazer uma animação em vídeo sobre o embate desta terça-feira.

Para finalizar, deixo aqui um documentário sobre a Coreia do Norte com assinatura brasileira. Mais logo, que vença o melhor!

Read Full Post »

“The game of their lives”, de Daniel Gordon, é um documentário da BBC – já referido aqui várias vezes – que conta a estória dos homens que fizeram História no futebol norte-coreano, em 1966.

A equipa 2010 quer voltar a ficar na memória do mundial de futebol, que começa daqui a poucos dias na África do Sul. Vai daí, reparei que – apesar das inúmeras referências – ainda não tinha publicado esse raro olhar sobre a equipa-maravilha de 1966. “The game of their lives”: para ver e guardar.

Read Full Post »

A Coreia do Norte acusa a Coreia do Sul de falsificar as provas que dão o país de Kim Jong-il como culpado pelo ataque ao navio sul-coreano e sublinha que a guerra está cada vez mais próxima.

Ameaças como esta já não são, propriamente, novidade mas há uma pequena nuance. Estas declarações foram feitas em Pyongyang, numa rara conferência de imprensa presidida por um oficial da Comissão de Defesa Nacional da Coreia do Norte.

Pyongyang continua a negar qualquer responsabilidade e avisou que qualquer retaliação ou sanção pelo naufrágio irá terminar num conflito armado.

Read Full Post »

O reencontro

Foi em 1966 e vai ser outra vez em 2010.

Na primeira fase do campeonato do mundial de futebol (na África do Sul), Portugal vai ter como adversários a Coreia do Norte, o Brasil e a Costa do Marfim.

Há mais ou menos 43 anos foi assim:

Read Full Post »

Mais um documentário disponível n0 YouTube.

“Undercover in the Secret State of North Korea” foi transmitido em 2005, na CNN, e é da autoria da jornalista Jung Eun Kim. Mostra aquilo que o mundo inteiro já sabe e que Kim Jong-il insiste em esconder. São imagens inéditas que mostram também que a dissidência e a oposição interna existem e que a queda do regime é possível.  

Read Full Post »

“Korean War in Color” é um documentário que mostra algumas imagens inéditas da Guerra da Coreia (a guerra esquecida). São imagens que passaram por um processo de “embelezamento” digital e ajudam a perceber a causa da animosidade actual. É tido como um dos melhores documentários sobre esta guerra. Deixo apenas a primeira parte para abrir o apetite.

Read Full Post »

Hoje conheci a família Kim: a avó Kim Yong Ja; o pai Kim Sung-hae; a mãe Choi Kyoung-won; e o filho Kim Dong-kyu.

Família Coreana

Ao mesmo tempo que o ministro da Unificação sul-coreano, Hyun In-taek, se reunia com o chefe da delegação da Coreia do Norte, Kim Yang-gon (no primeiro diálogo de alto nível entre os dois países em dois anos), a avó Kim desfiava as memórias da Guerra da Coreia.

Kim Yong Ja, 67 anos, tinha apenas nove anos nessa altura, e já vivia no Sul da Península. Olhava para Kim Il-sung (o presidente eterno da Coreia do Norte) como um homem assustador, parecido com Hitler. Lembra-se de ter sido obrigada a abandonar a terra onde vivia, apenas com o essencial. Um dia, durante a guerra, um dos soldados norte-coreanos aproximou-se dela e deu-lhe um abraço, lavado em lágrimas. Ambos sabiam que eram, de alguma forma, irmãos.

Kim Yong Ja é uma avó como tantas outras. Após o jantar, levantou-se e foi buscar um saco de plástico com alguns presentes lá dentro: quatro pares de meias e uma camisola! Um doce de pessoa!

Meias coreanas

A avó Kim pertence à geração que defende a reunificação das Coreias. Os mais novos colocam mais reticências a esta ideia, porque temem as consequências económicas da união. O Sul, mais rico, teria de suportar e inverter a pobreza norte-coreana, o que poderia afectar a qualidade de vida dos habitantes da décima maior potência económica do mundo.

Ontem, na Universidade de Yonsei, assisti a um debate aceso entre os estudantes sobre esta questão. Por exemplo, Hyo-Chang Kim, 22 anos, estudante de engenharia electrónica, dizia que não queria ter nada a ver com o Norte e que desejava mesmo que os vizinhos norte-coreanos desaparecessem do mapa. Mais tarde, reconheceu que tinha exagerado, no calor do momento, mas mantinha a posição contra a reunificação.

Rita2

Pelo contrário,  Sue Hye Park, 21 anos, disse ser a favor da reunificação porque os avós deixaram família na Coreia do Norte e sofrem com a separação. No entanto, também reconheceu que os sul-coreanos não estão preparados para assumir as consequências de um divórcio tão longo, que gerou diferenças abissais entre Norte e Sul.

Rita1

As fotografias em que apareço com os estudantes foram tiradas pelo meu colega Jakub Adamuwicz, do jornal Luxemburger Wort (thank you).

Para de além de Jakub, há mais colegas europeus nesta viagem onde tenho aprendido imenso sobre a sociedade sul-coreana. Aqui ficam os nomes da malta que aparece na foto: da Áustria, Joseph Kirchengast (Der Standard); da Estónia, Andres Kuusk (ETV, Estonian National Television), da Polónia, Dominika Pszczolkowska-Moscicka (Gazeta Wyborcza); da Roménia, Carmen Gavrila (Romanian National Radio); e de Itália, Maria Laura Franciosi e Valentina Bonaccorso (European Journalism Center).

Seoul1

Amanhã, Domingo, os sul-coreanos vão acenar um último adeus ao antigo presidente Kim Dae-jung e sente-se uma brisa de mudança.

A visita dos norte-coreanos a Seul deveria ter acabado hoje, um dia antes do funeral. Mas o ministro sul-coreano da Unificação disse que o regresso da delegação norte-coreana a Pyongyang “podia vir a ser adiado”, isto depois de um encontro  de hora e meia com Kim Yang-gon, membro do Partido dos Trabalhadores. Parece que os norte-coreanos pediram um encontro com o presidente sul-coreano Lee Myung-bak.

Aos jornalistas, o norte-coreano Kim Yang-gon disse que sentiu em Seul a “necessidade de melhorar as relações entre Norte e Sul”.

Está dada a mensagem.

Read Full Post »

Calças só para homens

[Foto: Rita Colaço/Agosto 06, Coreia do Norte – Vestido Tradicional]

vestido-coreano-2

A notícia chega do grupo de defesa dos Direitos Humanos “Good Friends“.

O governo norte-coreano proibiu as mulheres norte-coreanas de andarem de calças, caso contrário serão condenadas a trabalhos forçados ou, então, ficam obrigadas a pagar 700 won (moeda local), o equivalente a uma semana do salário médio de um trabalhador.

O site Uriminzokkiri lembrou esta semana que já em 1986 o presidente Kim Il-sung tinha publicado um decreto que obrigava as mulheres a usarem o traje tradicional da Coreia. Lê-se que “as  saias são uma fonte de orgulho nacional”.

Que dizer? Será que a Miss Kim vai ser obrigada a pendurar as suas calças, que recusa serem jeans?

Read Full Post »

Mrs. Kim Jong-il!

E porque neste blog também há espaço para o humor, partilho o vídeo que esta manhã me fez sorrir!

Vodpod videos no longer available.

more about ““, posted with vodpod

Read Full Post »

Sei que sou portuguesa e que o Peseiro é português e sei também que não ligo nada a futebol, mas devo dizer que fiquei muito contente com a qualificação dos norte-coreanos para o Mundial de 2010, depois do empate 0-0 com a Arábia Saudita.

É que quase todo o conteúdo da Coreia do Norte é bom. Os norte-coreanos têm o coração do tamanho do mundo. No entanto, a loucura de alguns dá um embrulho feio a um país que é um verdadeiro presente no seu interior.

Também gosto de dar boas notícias da Coreia do Norte, pronto!

Read Full Post »

– A propósito da Páscoa, das amêndoas e dos coelhinhos: lembram-se dos coelhos gigantes do senhor alemão Karl Szmolinsky? Pois bem, parece que Robert der Grosse (um gigante coelho cinzento com mais de 10 quilos) morreu à mesa do aniversário de Kim Jong-il, no dia 16 de Fevereiro. O Sr. Szmolinsky até já disse que negócios com a Coreia do Norte: nunca mais!

coelho-gigante

– E porque hoje é Sexta-Feira Santa para os Católicos, deixo também um vídeo com as celebrações pascais num país onde há sérios entraves à liberdade religiosa. Penso que foi filmado em 1988 por um cidadão russo.

– Ainda não tinha publicado o vídeo das comemorações do lançamento do satélite na praça Kim Il-sung, em Pyongyang. Foi na quarta-feira. É mais uma amêndoa.

– Para comemorar o Dia do Sol na Coreia do Norte abriu ontem um ciclo de cinema em Pyongyang. Durante 10 dias há para ver títulos como: “President Kim Il Sung Is the Great Father of Our People”, “Star of Korea”,  “The Sun of the Nation”, “Cherishing the Desire of President Kim Il Sung”, ou ainda “President Kim Il Sung and General Kim Jong Il Were Always Together on the Road of Songun-based Leadership”.

Sem pouco, nada ou tudo a ver, deixo aqui o trailer do primeiro filme norte-coreano a cruzar fronteiras: “Diário de uma jovem norte-coreana”.

– Aproveito, também, para deixar esta informação para os leitores brasileiros, que li no sítio Brasília em Tempo Real:

A Administração Regional do Guará vai receber na segunda-feira, 13, uma exposição de produtos culturais e industriais da Coréia do Norte. O evento é uma iniciativa da República Popular Democrática da Coréia e será realizado no auditório da Administração, a partir das 16h. (…)

– A crise mundial e a Coreia do Norte são os assuntos principais do encontro da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean), este fim de semana, na cidade tailandesa de Pattaya.

Read Full Post »

E porque hoje Kim-Jong-il inicia o seu terceiro mandato, mandam as regras da boa educação publicar aqui o vídeo que a televisão estatal norte-coreana divulgou ontem e que mostra o “Querido Líder” em movimento.

Vodpod videos no longer available.

more about ""Querido Líder" em movimento", posted with vodpod

Read Full Post »

O primeiro diálogo

É o primeiro do género desde há seis anos.

A Coreia do Norte e o comando da ONU liderado pelos Estados Unidos começaram, esta segunda-feira, o diálogo militar para trazer alguma calma à região, depois de Pyongyang ter anunciado que se prepara para lançar um satélite.

O encontro está a decorrer na zona desmilitarizada de Panmunjon.

 De acordo com o comunicado das Nações Unidas:

  pode servir para estabelecer a confiança e evitar mal-entendidos, bem como introduzir a transparência em matéria das intenções das duas partes”.

Read Full Post »

Hillary Clinton está na Ásia – na primeira viagem enquanto secretária de Estado norte-americana – e ofereceu um tratado de paz à Coreia do Norte, em troca do ponto final no programa nuclear.

Kim Jong-il ofereceu ontem ao povo mais um ano. Já soma 67.

Read Full Post »

Encontros de Agenda

[Kim Jong-il durante o encontro com uma autoridade chinesa – Foto do site da AFP]
kim-jong-il

Talvez para acabar com as especulações, um alto dirigente do Partido Comunista Chinês, Wang Jiarui, visitou o líder norte-coreano.

Esta terá sido a primeira reunião de Kim Jong-il com um representante estrangeiro, desde o suposto acidente vascular cerebral que sofreu no verão passado.

As agências internacionais dizem que este encontro – poucos dias depois da tomada de posse de Barack Obama, como presidente norte-americano – pode ser um sinal de que o regime de Pyongyang está aberto à discussão do programa nuclear com a nova administração Obama.

Não vejo muito bem onde é que está a relação, nem me espanto com este encontro, até porque a China e a Coreia do Norte são países vizinhos e amigos. Nada mais natural, portanto, do que reuniões para cumprir a agenda diplomática de ambos os países.

Quando muito, a visita terá servido apenas para confirmar que Kim Jong-il está vivo.

Entretanto, também já li que o líder norte-coreano aceitou o convite do presidente chinês, Hu Jintao, para visitar a China.

Read Full Post »

Acabo de ouvir na televisão umas certas entrelinhas de Paulo Portas para José Sócrates, no primeiro debate quinzenal do ano, no Parlamento. Deixo aqui um excerto do texto da Agência Lusa:

(…) O líder do CDS-PP levou ainda ao debate uma deliberação do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) que inclui um texto assinado pelo primeiro-ministro intitulado “Ambição” entre as leituras recomendadas para provas de concurso para promoções.

“Qualquer dia têm que lhe chamar estimado, querido e amado líder. Eu se estivesse no seu lugar tinha-me sentido incomodado e esperava de si uma palavra a desautorizar”, afirmou Paulo Portas.”

E ainda dizem que o assunto “Coreia do Norte” não cumpre o requisito da proximidade…

Read Full Post »

foto-2

Um grupo de ex-prostitutas sul-coreanas vem acusar os antigos líderes do seu país de encorajá-las a praticar sexo com os soldados norte-americanos que protegiam a Coreia do Sul contra a Coreia do Norte. O caso terá ocorrido entre a década de 60 e os anos 80 (do século XX).

Acusam, igualmente, os antigos governos sul-coreanos e o exército norte-americano de envolvimento directo no comércio sexual, através da criação de um sistema de teste e tratamento que garantisse a saúde sexual das prostitutas que atendiam os soldados norte-americanos.

O New York Times ouviu a história de oito mulheres que durante essa época viveram em bordéis que ficavam nas imediações das bases norte-americanas.

Read Full Post »

Older Posts »

%d bloggers like this: