Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Música’ Category

[Foto: Rita Colaço / Agosto 2006 – Creche em Pyongyang]

Amanhã, terça-feira, o negociador norte-americano para a questão nuclear, Christopher Hill, encontra-se em Singapura com o homólogo norte-coreano, Kim Kye-gwan.

Hill parece estar pouco confiante e, ao mesmo tempo, pouco paciente. Disse não ter a certeza de que o encontro de amanhã traga alguma coisa de novo mas também diz que não pode ter mais atrasos e que “é preciso progredir rapidamente”.

Ora, na Coreia do Norte, o jornal oficial Rodong Sinmun lá vai continuando os ataques ao vizinho, em concreto ao presidente sul-coreano. Publica esta frase: “aqueles que dançam ao assobio das forças exteriores só vão sofrer um colapso”.

Assim se baila na península.

Advertisement

Read Full Post »

Arirang

Arirang é a música tradicional da Coreia sem fronteiras.

E Arirang foi e é, sem dúvida, a música da minha viagem à Coreia do Norte.

A Orquestra Filarmónica de Nova Iorque fez uma interpretação brilhante e comovente deste tema, no Grande Teatro de Pyongyang. Vejam e sobretudo ouçam! É lindo!

Read Full Post »

 

eric-clapton.jpg

Agora é a vez de Eric Clapton.

O Financial Times escreve que a Coreia do Norte convidou o músico britânico para um concerto em Pyongyang. A informação veio de um funcionário norte-coreano que disse ao FT que “estes intercâmbios culturais são uma forma de impulsionar o entendimento entre os diferentes países”. Parece que Eric Clapton está disponível para dar um concerto no próximo ano.

Ainda sobre o concerto da Orquestra Filarmónica de Nova Iorque em Pyongyang, a porta-voz da Casa Branca, Dana Perino disse que “o presidente acha que, em última análise, o que houve foi um concerto”. É que está por resolver a questão (do) nuclear.

Para saber mais sobre este inusitado acontecimento, sugiro uma visita ao diário da viagem de Anna Fifield, correspondente do FT em Seul. Ela é uma das 80 jornalistas que teve o privilégio de assistir a este concerto.

 

diario-ft.jpg

Read Full Post »

[Foto AP /David Guttenfelder]

teatro-pyongyang.jpg

 

A Orquestra Filarmónica de Nova Iorque recebeu uma ovação no Grande Teatro de Pyongyang. Alguns músicos deixaram até o palco em lágrimas. O espectáculo começou com a interpretação dos hinos de cada país e os norte-coreanos aplaudiram “A bandeira estrelada” norte-americana. Um feito assinalável!

Deixo o link para duas reportagens da Associated Press e o vídeo de uma reportagem da Reuters com a chegada dos músicos norte-americanos ao aeroporto de Sunan.

 

Read Full Post »

Amanhã, penso que por volta das 15h (hora portuguesa), podemos ouvir o concerto da Orquestra Filarmónica de Nova Iorque em directo do Grande Teatro de Pyongyang. Ao mesmo tempo, o Sr. Kim Jong-il lá respondeu a uma das exigências da Orquestra e todos os norte-coreanos também vão poder ouvir ou ver em directo o concerto, através da televisão e rádio estatais. Fica aqui a morada da WCLV, uma rádio norte-americana do Ohio que anuncia a transmissão em directo.

Se alguém conseguir ouvir, por favor, venham para aqui comentar!

Read Full Post »

                                         [Foto de Jennifer Taylor/ New York Times]

orquestra.jpg

[Lorin Maazel, director musical da Orquestra Filarmónica de  Nova Iorque]

É só para lembrar que no dia 26 de Fevereiro (já na próxima terça-feira), a Orquestra Filarmónica de Nova Iorque vai actuar no Grande Teatro de Pyongyang. 

Penso que vai ser possível ver o concerto aqui.  

Read Full Post »

A Radio Free Asia (subsidiada pelos EUA) informa que a principal Orquesta Sinfónica da Coreia do Norte foi convidada a actuar em Londres e em Middlesbrough, em Setembro deste ano.

A notícia vem de um empresário britânico, David Heather, que garante que a BBC vai até transmitir os concertos em directo. David explica que Middlesbrough foi um dos locais escolhidos por ter sido aí que a selecção norte-coreana de futebol venceu a Itália por 1-0, no histórico campeonato mundial de 1966.

Na orquestra da Coreia do Norte tocam 120 músicos que vão actuar no dia 9 de Setembro no London’s Royal Festival Hall. Nesse mesmo dia, assinalam-se os 60 anos da criação de um Estado comunista a norte da península coreana, a República Popular Democrática da Coreia.

David Heather diz que os governos sul-coreano e britânico estão a patrocinar os concertos.

(recordo que em Fevereiro a Filarmónica de Nova Iorque vai actuar em Pyongyang)

Read Full Post »

A Filarmónica de Nova Iorque foi convidada a actuar em Pyongyang. Lê-se no PlaybillArts Club.

O presidente, Zarin Mehta, visitou esta semana a Coreia do Norte, encontrou-se com o ministro norte-coreano da Cultura e agora está a estudar o convite.

Aqui fica o excerto de um concerto para violino de Mendelssohn, no Avery Fisher Hall, em 1995. O vídeo é do You Tube.

Quem percorre as cordas com a crina do arco de madeira é Sara Chang. É uma jovem artista, mundialmente conhecida, que começou a estudar violino aos quatro anos. Chang nasceu em Filadélfia, nos Estados Unidos, mas é de ascendência coreana!

Read Full Post »

Top Coreia

Andy Kershaw apresenta um programa na BBC Radio 3 sobre world music.

Nessas viagens por outras sonoridades, Andy foi até à Coreia do Norte.

É uma reportagem em dois actos, para animar este fim-de-semana.

Prestes a atravessar a fronteira entre a China e a Coreia do Norte, dentro de um comboio, o apresentador com coração de repórter espanta-se por estar a ouvir Kenny G.

Read Full Post »

Rock em Pyongyang

O site britânico Voice of Korea está a anunciar um festival de rock em Pyongyang, capital da Coreia do Norte, com o nome “Rock for Peace”. E parece que o governo da República Popular Democrática da Coreia aceita a iniciativa de Jean-Baptiste Kim, com berço na Coreia do Sul e nacionalidade francesa.

A ser verdade, é a primeira vez que este país autoriza a entrada de música de países capitalistas. Parece que todos estão convidados a tocar neste “Woodstock” norte-coreano, até mesmo bandas norte-americanas.

Claro que há algumas restrições. O conteúdo das letras não pode apelar à guerra, ao sexo, à violência, ao crime, a drogas, ao imperialismo, a organizações não-governamentais, ao colonialismo, ao racismo…O mais importante é não cantar contra a Coreia do Norte e o Socialismo.

Este festival não seria, certamente, para Janis Joplin.

Bom, ainda sem festival, deixo aqui uma aula de dicção no Palácio das Crianças em Pyongyang. Música para os ouvidos de Kim Jong-Il.

[vídeo de Rita Colaço, criado a 17 de Agosto de 2006]

Read Full Post »

%d bloggers gostam disto: