Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Dezembro, 2008

As muralhas de silêncio que “protegem” a  Coreia do Norte não impedem o governo de Kim Jong-il de acompanhar e reagir perante a actualidade.

Citando um porta-voz do ministro dos Negócios Estrangeiros, a KCNA publica a acusação do regime comunista contra os raides aéreos de Israel sobre a Faixa de Gaza:

The DPRK resolutely denounces Israel’s killing of unarmed civilians as a crime against humanity, a serious provocation against the Palestinians and other Arab people and an open challenge to the Middle East peace process.”

Read Full Post »

Planos para 2009

[Foto do Chosun Ilbo]

prisioneiros

O governo sul-coreano está a considerar a hipótese de oferecer dinheiro e produtos de primeira necessidade à Coreia do Norte, em troca de prisioneiros e cidadãos sequestrados pelo regime de Pyongyang.

A notícia é avançada pelo diário sul-coreano Chosun Ilbo, que refere que este é um plano a ser aplicado já em 2009.

O governo de Seul diz que há, pelo menos, 490 cidadãos reféns do Norte e que 560 soldados sul-coreanos estão presos naquele país comunista.

O modelo é copiado dos tempos da antiga Alemanha Ocidental.

De 1963 a 1989, o governo da Alemanha Ocidental conseguiu recuperar 34 mil prisioneiros políticos à antiga Alemanha de Leste, em troca de mais de 3 mil milhões de marcos alemães. Bona começou por dar o dinheiro mas, gradualmente, substituiu a moeda por petróleo, cobre e café.

Read Full Post »

The Crossing

The Crossing (A Passagem), do sul-coreano Kim Tae-gyun, é um filme denso baseado na história verídica de um mineiro norte-coreano que atravessa a fronteira com a China, em busca de medicamentos para a mulher doente. É um filme que acompanha e retrata o drama que é sair de um país para procurar uma vida melhor e ser castigado por isso.

 

Kim Tae gyun venceu a 18ª edição do Prémio “Meios de Comunicação Católicos”, organizada pela Conferência Episcopal coreana e deixou estas palavras no momento da entrega do prémio:

 

Eu próprio chorei imenso durante as filmagens deste filme, porque me apercebi profundamente do drama dos refugiados. Espero que as lágrimas dos nossos irmãos do Norte possam ser enxugadas o mais rapidamente possível.”

 

Para já, e tanto quanto sei, ainda não há legendas em inglês para este filme.

 

Aguardo, com alguma ansiedade.

Read Full Post »

De acordo com a KCNA, em 2008 Kim Jong-il apareceu em público 91 vezes contras as 86 de 2007.

Read Full Post »

Grandes Aniversários

 

foto

 

Na Coreia do Norte as palavras dos líderes merecem comemorações.

 

O editorial do jornal Rodong Sinmun recorda os 13 anos do artigo “Respeitar os percursores da revolução é uma nobre obrigação moral dos revolucionários”, escrito por Kim Jong-il.

 

E então lê-se que:

 

Neste trabalho, Kim Jong-il provou que uma das exigências da revolução passa por respeitar os seus percursores e que essa é uma nobre obrigação moral dos revolucionários. Esclareceu também que é importante ter uma atitude correcta para com os percursores da revolução na construção do socialismo e os revolucionários devem, por uma questão de moral, estabelecer esse respeito para com os percursores da revolução e desenvolver as relações dessa nobre obrigação moral entre o povo…”

 

E nem continuo porque o texto anda sempre à volta do mesmo…

 

Depois, esta semana, foi celebrado em Pyongyang o 30º aniversário da publicação da obra de Kim Il-sung (o pai) com o seguinte título: “Administremos melhor as finanças para acelerar a construção socialista”.

 

A obra foi publicada a 23 de Dezembro de Juche 67 (equivale a 1978) e, lê-se na Agência Oficial de Notícias da Coreia, que:

 

levanta o problema da aplicação correcta do sistema de autogestão financeira adequado à administração da economia socialista e do fortalecimento da disciplina do sector financeiro e da eliminação dos maus gastos dos bens comuns do Estado e da sociedade e do desenvolvimento do sistema de Orçamento local e da melhoria do papel das instituições bancárias.”

 

E por aí vai…

Read Full Post »

 

 

Read Full Post »

Lido na Agência Angola Press:

Banguecoque – As forças de segurança de Mianmar (antiga Birmânia) detiveram 19 cidadãos da Coreia do Norte e os processarão por entrada ilegal no país antes de repatriá-los, informou hoje a imprensa oficial do
país.

O jornal “The New Light of Mianmar”, que a Junta Militar usa para divulgar as suas mensagens, detalhou que a batida aconteceu “no começo de Dezembro” numa área na fronteira do leste do país.
Os norte-coreanos entraram em Mianmar vindos da vizinha Tailândia e pretendiam pedir asilo político na Coreia do Sul para escapar da crise de fome e da repressão do regime do seu país.
Ainda se desconhece se a Embaixada norte-coreana em Rangun interveio, já que Pyongyang não costuma exigir a repatriação se os motivos da saída dos cidadãos do seu país são económicos e não políticos.

A Coreia do Norte é agora um dos parceiros mais firmes dos generais birmaneses, depois que ambos os países restabeleceram em 2007 as suas relações diplomáticas, deterioradas desde 1984, quando agentes norte-coreanos tentaram assassinar em Rangun o então presidente sul-coreano, Chun Doo Hwan, um atentado fracassado que causou 17 mortos.”

Read Full Post »

Tive de piscar os olhos três vezes quando li esta notícia na Associated Press…

Então não é que a Orascom Telecom (o gigante egípcio das telecomunicações) está a lançar na Coreia do Norte uma avançada rede móvel?

Parece que a Orascom e as autoridades norte-coreanas até já celebraram esta segunda-feira o arranque da terceira geração móvel, em Pyongyang…

Resta saber quem vai ter acesso ao tijolo global, num país em que apenas os oficiais de topo têm acesso à Internet e os estrangeiros são obrigados a deixarem – à chegada – os telemóveis no aeroporto.

(…) Orascom Telecom Chief Executive Naguib Sawiris said the company’s aim was for a “network that will accommodate the 22 million people” in North Korea, adding he was “surprised and astonished by the quality” and “advancement of the Korean people,” according to footage from broadcaster APTN.

It was not clear what controls, if any, would be imposed on the network, which will provide phone service and data capability in a country that has tested a nuclear device but, relies on international assistance to feed its people. (…)

(ler artigo completo)

Read Full Post »

arnaldo-carrilho

Li no Senado Federal do Brasil:

Arnaldo Carrilho será o primeiro embaixador da América do Sul a residir em Pyongyang, capital da Coréia do Norte. Enfatizou que, à exceção de Cuba – que tem embaixada no país há 40 anos -, o Brasil será o primeiro país das Américas a ter um embaixador específico para o local, cargo antes exercido cumulativamente com a Embaixada na China.

O relator da indicação, senador Cristovam Buarque (PDT-DF), exaltou a especialização em assuntos asiáticos do embaixador e disse que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não poderia ter escolhido nome melhor para montar a embaixada brasileira naquele país. Arnaldo Carrilho foi cônsul-geral em Hong Kong e Sydney (Austrália) e Embaixador na Tailândia. Está aposentado dos quadros do Itamaraty desde junho do ano passado.

Read Full Post »

[Foto: o dissidente Hwang Jang-yop/AFP]

hwang

Nas minhas pesquisas descobri mais um parágrafo que diz muito.

Faz parte de um artigo escrito por Hwang Jang-yop, um dissidente norte-coreano que, até ao momento, foi “só” a mais alta figura política a fugir da Coreia do Norte. Ajudou a desenhar a filosofia Juche (que fala de auto-suficiência) e desertou do país em 1997. Hwang era o secretário para os assuntos internacionais do Partido Coreano dos Trabalhadores e esteve, muitas vezes, perto de Kim Jong-il (que é o secretário-geral do partido)

Neste artigo pós-fuga, Hwang faz o retrato de um líder que não gosta de viver em harmonia:

Kim Jong Il is by nature a person who does not like living in harmony with others. He makes people fight against each other and depend only on him. Thus when he talks about strengthening the organization, he means making strict rules to guarantee unconditional obedience to him and holding more meetings for officials to criticize each other. During mutual denunciation sessions, the yardstick used is the degree of one’s loyalty to Kim Jong Il. So the more party members criticize each other and fight among themselves, the greater Kim Jong Il’s authority becomes.

Read Full Post »

O medo, sempre

Na Coreia do Norte, não há semana sem editoriais de medo.

O jornal Rodong Sinmun diz que a aliança, na nova era, entre Japão e os Estados Unidos  é um sinal perigoso que aponta para uma nova guerra coreana.

By the recent “U.S.-Japan alliance in the new era” the U.S. imperialists mean the U.S.-Japan military alliance for provoking the Korean war in the 21st century and by a “timely counter-action” they mean a war of aggression against the DPRK which they may start any time. “A consultation about the military scenario” touted by them is nothing but a U.S.-Japan joint military operational plan for igniting another Korean war. It is the ulterior aim of the U.S. to use Japan as a shock force in the war, retaining its grip on Japan as the most important stronghold for carrying out its strategy for a preemptive attack on the DPRK, readjust and tighten the U.S.-Japan military alliance and the U.S.-south Korea military alliance to keep pace with the projected conclusion of a new military agreement between south Korea and Japan and make them serve the purpose of the above-said Korean war.

(ler artigo completo)

Read Full Post »

anitakim

Já toda a gente ouviu falar, certamente, dos famosos livros da Anita: “Anita e os Póneis”, “Anita no comboio”, “Anita na Praia” ou “Anita e os animais do Jardim Zoológico” (são mais de 40 títulos).

Pois bem, li uma notícia na KCNA (agência ofical de notícias da Coreia do Norte) que me sugere a analogia Kim Jong-il / Anita.

O líder norte-coreano terá visitado o Jardim Zoológico nas Montanhas de Taesong (10 quilómetros a Nordeste de Pyongyang) que está a ser renovado.

Kim visitou os peixeinhos, os ursos, os cavalos e os tigres.

E de cada vez que Kim visita alguma coisa há mais uma linha de orientação para os norte-coreanos. Neste caso, Kim deixou quatro linhas de orientação e permitam-me que vos deixe aqui a versão original (em inglês) deste artigo da KCNA:

He [Kim Jong-il] said that it is very important to spruce up the zoo well and improve its operation as it is not only a precious treasure of the country to be handed down to the generations to come but is of great significance in the cultural and emotional life of working people and school youth and children and their upbringing and education.

In order to build the zoo better under a long-term plan it is necessary to increase the species of animals and consolidate its material and technical foundation to serve its purpose, he added.

It is important for the zoo to solve the feed problem and establish a veterinary and anti-epidemic system as it breeds a lot of animals of diverse species, he noted, underscoring the need to take thorough-going measures for providing feed suited to the diversity of species of animals and, at the same time, build modern veterinary hospitals.

He also stressed the need to refurnish the inside and outside of the animal sheds in such a way as to make them convenient to visitors and build facilities sufficient for their rest so that an increasing number of working people and school youth and children may visit the zoo to enjoy a cultural and emotional life.

Read Full Post »

Trânsito Proibido

sinal

A partir de hoje, estão suspensas as ligações de comboio entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul.

O semanário Expresso (online) publica uma bela infografia animada da Agência France Press sobre as relações conturbadas – dos últimos anos – entre dois países que já foram uma só nação.

Espreite!

Read Full Post »

%d bloggers like this: