Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Julho, 2008

O governador da província sul-coreana de Gangwon quer criar uma zona de paz na fronteira militarizada que (des)une as Coreias há mais de 50 anos.

 

Kim Jin-sun apresentou um plano de desenvolvimento para a região que tem como objectivo atrair o turismo internacional e criar um complexo industrial na zona do paralelo 38.

 

Para Kim este projecto seria:

 

Um símbolo de vida e paz

Read Full Post »

Fidel não concordava com o projecto nuclear norte-coreano e advertiu o regime de Kim Jong-il há um ano sobre os danos das armas nucleares. O líder da revolução cubana escreveu as suas reflexões sobre a península coreana. Só não sei se é gralha ou ignorância de Fidel: Kim é Jong e não Song-il!

 

Cuando se produjo hace alrededor de un año el ensayo pertinente, le transmitimos al Gobierno de Corea del Norte nuestros puntos de vista sobre el daño que ello podía ocasionar a los países pobres del Tercer Mundo que libraban una lucha desigual y difícil contra los planes del imperialismo en una hora decisiva para el mundo.  Tal vez no fuera necesario hacerlo.  Kim Song Il, llegado a ese punto, había decidido de antemano lo que debía hacer, tomando en cuenta los factores geográficos y estratégicos de la región. 

 

Nos satisface la declaración de Corea del Norte sobre la disposición de suspender su programa de armas nucleares.  Esto no tiene nada que ver con los crímenes y chantajes de Bush, que ahora se jacta de la declaración coreana como éxito de su política de genocidio.

 

 

Read Full Post »

…Kim Jong-il fosse à cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos em Pequim?

 

Joining a host of world leaders at the Olympics must be a better starting point for both Kim and his regime than anything else.

Read Full Post »

A gincana coreana

[De Anton Van Dalen, publicado no NYT]

Art Brown, um veterano da CIA que chefiou a divisão asiática desta agência entre 2003 e 2005, escreveu um artigo muito interessante no The New York Times sobre os ziguezagues norte-coreanos na questão nuclear. Reza assim a certa altura:

Despite all the spin out of the talks among the six concerned parties — China, Japan, North Korea, Russia, South Korea and the United States — there is no reason to honestly assume North Korea will ever give up its nuclear capability.

Read Full Post »

Notícia publicada há pouco no Diário Digital:

O provável candidato democrata à Casa Branca, Barack Obama, disse querer livrar o mundo das armas nucleares e pediu aos EUA que lutem contra as ameaças emergentes do terrorismo biológico e cibernético, o que incluiria uma posição mais agressiva contra o Irão e a Coreia do Norte, que mantêm programas nucleares.

Read Full Post »

O João Marcos enviou esta sugestão que encontrou na VBS, uma televisão online.

São 14 episódios da viagem do jornalista Shane Smith à Coreia do Norte que começam por ser apresentados assim:

Getting into North Korea was one of the hardest and weirdest processes VBS has ever dealt with.

Obrigada João.

Read Full Post »

Park Wanj-ja tinha 53 anos, era sul-coreana e foi atingida a tiro nas pernas e no peito por soldados norte-coreanos, quando visitava o monte Kumgang, na Coreia do Norte.

O monte Kumgang fica na costa leste da Coreia do Norte e é uma das zonas turísticas acessível aos sul-coreanos. Só que este monte tem o azar de ficar muito perto da zona desmilitarizada.

Esta turista foi baleada e morreu na madrugada da sexta-feira quando entrou, por aparente desconhecimento, numa área militar restrita.

O presidente sul-coreano, Lee Myung-bak, já pediu uma investigação rápida e, citado pela Agência Yonhap, disse que:

É incompreensível que se mate um turista civil incapaz de resistência”.

A Coreia do Sul decidiu, entretanto, suspender as viagens de sul-coreanos à Coreia do Norte.

Infelizmente, morreu uma pessoa mas serve de exemplo aos turistas que decidirem visitar a Coreia do Norte. As regras são ditadas a todos antes da aterragem no aeroporto de Sunan ou em qualquer outro ponto de chegada à Coreia do Norte.

É preciso muita cautela e é proibido andar sozinho. Tentar fazer o contrário é como regressar de uma viagem sem nada para contar ou, então, não regressar.

Read Full Post »

Depois de uma paragem de nove meses parece que quinta-feira vai nascer qualquer coisa neste intrincado assunto nuclear.

Os representantes dos seis países que participam nas negociações sobre a desnuclearização da Coreia do Norte (e-desculpem-lá-esta-frase-tão-longa-mas-isto-é-mesmo-assim-nesta-questão-nuclear) vão encontrar-se na quinta-feira em Pequim.

O anúncio veio esta manhã da boca do negociador sul-coreano, Kim Sook, duas semanas depois de Pyongyang ter dado à China os detalhes do seu programa nuclear.

A conversa dos seis deve ir, então, pelas informações contidas nos documentos que a Coreia do Norte entregou.

Read Full Post »

[Foto: Reuters/Jim Young]

 

Japão. Margens do lago Toya. Bush e Medvedev. Primeiro encontro à sombra do G8.

 

Os dois líderes encontraram-se, pela primeira vez, na reunião dos sete países mais industrializados do mundo –  Estados Unidos, Japão, Alemanha, Reino Unido, França, Itália e o Canadá – mais a Rússia (que não participa em todas as reuniões).

 

O presidente norte-americano e o homólogo russo concordaram sobre o Irão e a Coreia do Norte: é preciso fechar este caminho.

 

A sintonia foi, aliás, apanágio neste encontro…com uma pequena diferença: Bush está quase a sair e Dmitri Medvedev acabou de chegar.  

 

Ah! E temos frase do dia de Bush para Dmitri:

 

“smart guy”

 

Read Full Post »

Em entrevista à Associated Press, o arquitecto do programa nuclear paquistanês, Dr. Abdul Qadeer Khan, disse que a Coreia do Norte recebeu do Paquistão um carregamento de centrífugas e equipamento para enriquecer urânio, no ano 2000.

Khan garantiu que foi tudo feito com o conhecimento do Exército paquistanês, comandado na altura pelo presidente Pervez Musharraf.

A entrevista de Abdul Khan foi feita por telefone uma vez que ele está em prisão domiciliária desde 2004, altura em que confessou ter sido o único responsável pela venda de tecnologia nuclear ao Irão, Coreia do Norte e Líbia.

Mas pelos vistos não é…

Read Full Post »

Desconfio que ainda não é desta que vamos ter um final feliz.

A Coreia do Norte argumenta que o prometido não anda ser cumprido pelos cinco países do acordo de desnuclerarização e que, portanto, também não pode cumprir o que prometeu.

Pyongyang diz que o transporte de petróleo por mar – oferecido em troca do desarmento nuclear – anda a ser feito muito lentamente. Por isso, ameaça interromper a aplicação do acordo assinado a 3 de Outubro de 2007 entre as Coreias, Estados Unidos, Rússia, Japão e China.

Read Full Post »

A Coreia do Sul aceitou a proposta do presidente do COI (Comité Olímpico Internacional) e vai agora negociar com a Coreia do Norte para que apresentem uma delegação única nos desfiles dos Jogos Olímpicos de Pequim.

No ano passado, essa negociação falhou mas em 2000 e 2004 as Coreias desfilaram juntas nas cerimónias dos Olímpicos.

 

Read Full Post »

%d bloggers like this: