Advertisements
Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Abril, 2008

Mosquito ataca Coreias

[Foto retirada do site Portales Médicos]

Uma das doenças do mosquito ameaça novamente as Coreias.

Uma equipa de investigadores da Universidade Nacional de Seul avisa que a malária está a espalhar-se rapidamente no Norte da península e começa a ter raízes no Sul.

Numa fase inicial, os soldados da fronteira coreana foram as primeiras vítimas mas o número de civis infectados já é igual.

O chefe daquela equipa de investigadores, Chae Jong-il, identificou este surto como “tertian malaria” (não traduzi porque não encontrei o equivalente em português). Chae diz que é um tipo de malária mais mortal do que aquele que se encontra em zonas tropicais.

A Coreia do Sul acreditou, em tempos, que a doença estava erradicada até que em 1993 surgiu um novo caso. Desde então, já surgiram 23 mil casos de malária.

O Norte tem recebido ajuda do Sul com medicamentos e dinheiro para campanhas anti-malária. Só no ano passado recebeu cerca de um milhão e 400 mil doláres.

Advertisements

Read Full Post »

O disparo no preço do arroz também faz crescer a linha da fome na Coreia do Norte.

Um relatório do Peterson Institute for International Economics (com sede em Washington) revela que:

A Coreia do Norte enfrenta o seu momento mais frágil desde a crise da fome que assolou o país há uma década”.

Read Full Post »

[Foto: divulgada pelo governo dos EUA]

A CIA deu a conhecer esta foto (não datada) que mostra um reactor nuclear em construção na Síria. A Casa Branca quebrou o silêncio sobre o misterioso ataque aéreo israelita, a 6 de Setembro de 2007, confirmando que o alvo foi aquele reactor que andava a ser construído com a ajuda da Coreia do Norte.

O director dos serviços secretos norte-americanos, Michael Hayden, revelou aos jornalistas que esse reactor nuclear sírio era semelhante ao reactor norte-coreano de Yongbyon e que estaria a poucas semanas ou meses de ficar concluído.

No espaço de um ano, já teria produzido plutónio suficiente para uma ou duas armas.”

Read Full Post »

[Fotos: Associated Press/Reuters/Kyodo News]

A chama olímpica esteve em Pyongyang.

Pela primeira vez, ninguém protestou, só se viram aplausos.

Read Full Post »

A Coreia do Norte vai acrescentar mais lume à chama olímpica.

A tocha passa hoje por Seul e os dissidentes de Kim Jong-il que ali vivem vão aproveitar para denunciar a política chinesa de repatriamento de refugiados norte-coreanos.

Amanhã (dia 28), o facho da discórdia deve entrar em Pyongyang e aí o governo de Pequim pode ter a certeza de que será o dia mais calmo da viagem da chama.

Na Coreia do Norte é proibido protestar.

Read Full Post »

Pak Mun Suk é a vice-presidente da Associação Coreana das Vítimas das Bombas Nucleares.

Pak chora durante uma conferência de imprensa em Pyongyang, nesta imagem retirada da televisão norte-coreana. Ela é uma das três mulheres que exigem a Tóquio um pedido de desculpas e uma compensação (médica e financeira) a todos os coreanos que estavam no Japão – na altura dos ataques das bombas atómicas (em Nagasaki e Hiroshima), durante a Segunda Guerra Mundial – e que regressaram à Coreia do Norte.

Read Full Post »

As agências internacionais avançam que, esta semana (provavelmente amanhã), os membros do congresso norte-americano vão receber informações dos serviços secretos que sugerem ligações perigosas entre a Coreia do Norte e a Síria.

 

Já algum tempo que foi levantada a suspeita de que Pyongyang poderia estar a ajudar Damasco a construir um reactor nuclear semelhante ao de Yongbyon (no norte da Coreia do Norte).

 

Esse reactor sírio terá sido bombardeado pela força aérea israelita em Setembro do ano passado. Uma informação nunca confirmada por Israel ou pelos Estados Unidos.

 

Read Full Post »

Older Posts »

%d bloggers like this: