Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Março, 2008

                            [Foto: AP/Ahn Young-joon]

 

arame.jpg

Um pedaço de arame farpado retirado da zona desmilitarizada, exposto no Museu do Memorial da Guerra das Coreias, em Seul.

Este pedaço foi removido por altura do 50º aniversário da Guerra, como um sinal de desejo de paz. 

O cordão de arame está longe de ser derrubado e ameaça engrossar.

Read Full Post »

É um novo e sério capítulo.

A Coreia do Norte ameaça destruir a Coreia do Sul, caso Seul ataque primeiro.

Pyongyang avisa que não será apenas um mar de chamas e que tudo ficará em cinzas.

Read Full Post »

A Coreia do Norte ameaça suspender relações com o Sul e proíbe, por agora, a entrada de autoridades sul-coreanas no seu território. 

Pyongyang toma esta posição depois do novo chefe das Forças Armadas sul-coreanas, Kim Tae Young, ter afirmado que Seul tem planos de contingência para atacar as instalações nucleares da Coreia do Norte, caso o regime de Kim Jong-il revele intenções de atacar a Coreia do Sul. 

A KCNA (Agência Oficial de Notícias de Coreia do Norte) diz que estas declarações são “o ataque mais grave na história da relação entre as Coreias e uma provocação que se aproxima de uma espécie de declaração de guerra”. Pyongyang exige um pedido de desculpas ao oficial militar de topo sul-coreano.

Read Full Post »

Fogo à peça

                      [Foto: AP /Ahn Young-joon]

 

manifestacao.jpg

Manifestantes sul-coreanos queimam retratos de Kim Jong-il e bandeiras norte-coreanas em protesto contra os mísseis testados ontem pela Coreia do Norte. 

Uma fonte militar sul-coreana garante que, para já, Pyongyang não dá sinais de estar a querer bisar os testes balísticos.

Read Full Post »

Esta sexta-feira (10h30 em Pyongyang e 1h30 em Lisboa), a Coreia do Norte testou vários mísseis de curto alcance em direcção ao mar ocidental da península. A agência sul-coreana, Yonhap News, fala em três mísseis.

O presidente sul-coreano, Lee Myung-bak descarta a hipótese destes testes serem uma resposta ao endurecimento de Seul para com Pyongyang, acreditando que se trata apenas de “treino de rotina”. 

Também esta sexta-feira, a Coreia do Norte avisou os Estados Unidos que o fim do programa nuclear pode estar comprometido uma vez que Washington está a prolongar uma situação que já poderia ter sido resolvida há muito tempo.

Read Full Post »

Era uma vez um guaxinim que foi pescar um peixinho e pelo caminho encontrou um lobo que estava engasgado com uma espinha.

Altruísta, o guaxinim pendurou o peixe no galho de uma árvore e foi ajudar o lobo. A espinha lá saiu mas a malvadez do lobo continuou. O bicho quis roubar o peixe do guaxinim e começa uma luta desenfreada em que vence, claro, o guaxinim.

Estes desenhos animados passam na KCTV, a televisão do Estado norte-coreano, não têm legendas mas percebem-se muito bem. Muito divertido!!

Read Full Post »

Em resposta ao pedido de alguns visitantes deste blog – a quem agradeço os comentários de incentivo – deixo um vídeo de um grupo de música pop com marca norte-coreana: Pochonbo Electronic Ensemble!

Pochonbo foi palco de uma batalha famosa. É uma aldeia que fica na província de Ryanggang e foi ali que, dizem, Kim Il-sung atacou de surpresa os japoneses, a 4 de Junho de 1937. Nessa altura, a Coreia do Norte seguia as regras dos colonos japoneses que estavam empenhados em esvaziar o espírito nacionalista do povo coreano. É uma batalha importante na cronologia da Coreia do Norte que inspirou o povo para o derrube dos japoneses.

Senhoras e Senhores, convosco: Pochonbo Electronic Ensemble!

Read Full Post »

A Coreia do Norte expulsou 11 sul-coreanos que estavam a trabalhar no complexo industrial de Kaesong (fica do lado Norte, muito perto do paralelo 38).

Este complexo resulta de uma joint-venture entre Norte eSul mas Pyongyang azedou o tom depois do ministro sul-coreano da Unificação ter dito que a expansão do complexo seria congelada até à resolução do programa nuclear por parte da Coreia do Norte.

O presidente sul-coreano, Lee Myung-bak, defende projectos conjuntos na península mas já sublinhou, por várias vezes, que o fim do programa nuclear de Pyongyang é condição sine qua non para futuros investimentos e ajuda humanitária.

Read Full Post »

A Coreia do Sul irá votar a favor de uma resolução da ONU sobre as alegadas violações dos direitos humanos na Coreia do Norte.

A informação chega de uma fonte Ministério dos Negócios Estrangeiros de Seul.

É uma mudança na atitude do Sul para com o Norte que na última década sempre se mostrou relutante em criticar publicamente o regime de Kim Jong-il.

Sem mencionar esta tomada de posição, o presidente sul-coreano, Lee Myung-bak, disse esta quarta-feira que mais do que ninguém ama o povo norte-coreano e acredita que “os norte-coreanos devem ter direito a gozar da felicidade como qualquer ser humano”.

Pyongyang tem rejeitado todas as críticas e diz que são apenas ataques dos Estados Unidos para derrubar o regime da Coreia do Norte.

Read Full Post »

Pyongyang Sunset

    [Foto: Rita Colaço / Agosto de 2006 – Coreia do Norte]

 

por-do-sol.jpg

O entardecer norte-coreano, lá do alto do restaurante-bar do Hotel Yangakkdo, na capital, Pyongyang.

A imagem foi captada através de um vidro e ao som das teclas do piano percorridas por Miss Kim.

Este foi o meu último pôr-do-sol na Coreia do Norte.

Read Full Post »

Inquérito

Pela primeira vez – e oficialmente –  a Coreia do Sul vai avançar com um inquérito para investigar os alegados abusos dos direitos humanos na Coreia do Norte.

Este inquérito vai ter como base centenas de entrevistas aos dissidentes do regime de Pyongyang que vivem no Sul. 

O porta-voz do presidente sul-coreano anunciou, esta terça-feira, que a Comissão Nacional para os Direitos Humanos começa já no próximo mês uma série de encontros com os dissidentes para perceber até que ponto é que a Coreia do Norte limita os direitos humanos básicos a uma população de 23 milhões de habitantes.

Read Full Post »

Este é o vídeo que passa na televisão norte-coreana, a KCNA TV, para contar ao povo a história fantástica da vida de Kim Jong-il. As legendas estão em inglês.

Vodpod videos no longer available. from 64.233.183.104 posted with vodpod

Read Full Post »

[Foto de Jo Yong-Hak/Reuters – Presidente sul-coreano]

lee-myung.jpg

É a primeira entrevista desde que tomou posse como presidente da Coreia do Sul.Lee Myung-bak deu uma conjunta ao Financial Times, ao China Economic Daily, ao japonês Nihon Keizai e ao coreano Maeil Business Newspaper. 

Lee diz que se a Coreia do Norte quiser receber ajuda do vizinho Sul deve considerar a hipótese de libertar prisioneiros de guerra e civis sul-coreanos. 

De acordo com o governo sul-coreano, mais de 540 soldados e 480 civis sul-coreanos –  maioritariamente pescadores – foram capturados pela Coreia do Norte durante a Guerra das Coreias (1950-53). Seul acredita que estas pessoas ainda estão vivas.  

Em troca da libertação, Seul promete a Pyongyang alimentos e fertilizantes.

Read Full Post »

Coreia em Angola

[Foto: AFP/ Chegada ao Aeroporto de Luanda]

coreia-luanda-chegada.jpg

Kim Yong Nam, presidente do Comité Executivo da Coreia do Norte, aterrou ontem em Luanda para uma visita de quatro dias a Angola.

Após a chegada, Kim foi ao Largo da Independência depositar uma coroa de flores no monumento a Agostinho Neto, o primeiro presidente de Angola após a independência, em 1975.

O alto dirigente norte-coreano vai ser hoje recebido por José Eduardo dos Santos, presidente angolano.

Para acompanhar na Angola Press.

coreia-luanda-ministro.jpg

[Foto: Angop/Kim Yong Nam com o Ministro angolano das Relações Exteriores, João Miranda]

Read Full Post »

[Foto: AFP]

tibete.jpg

Um porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Pyongyang diz que a Coreia do Norte apoia os esforços do governo chinês para manter a estabilidade no Tibete.

Esta mesma fonte diz que as revoltas da semana passada em Lhasa (capital tibetana) são manobras orquestradas por pessoas desonestas que querem a independência do Tibete e impedir a realização dos Jogos Olímpicos de Pequim.

Estará a Coreia do Norte a esquecer-se, paulatinamente, da ocupação japonesa?

Read Full Post »

[Foto: Rita Colaço/Agosto 2006 – Entrada Biblioteca do Povo, Pyongyang]

entrada-biblioteca.jpg

Na Grande Biblioteca para o Estudo do Povo, em Pyongyang, os funcionários convidam os visitantes a pedirem o livro que quiserem para fazerem prova do acervo bibliotecário.

Como sou formada em Geografia e Planeamento Regional – e apaixonada pelo jornalismo – pedi livros em português sobre assuntos geográficos.

Prontamente, uma das funcionárias fez uma pesquisa no computador, encontrou três livros e pediu ao “armazém” para lhe enviarem as obras (ver fotos). Os livros apareceram junto ao balcão através de um tapete rolante que saía de uma parede. Ou seja, esta funcionária não tinha contacto com os livros.

 

 

geografia-1.jpg geografia-2.jpg geografia-3.jpg

 

No mesmo edifício, há também uma fonoteca onde repeti o processo: “tragam-me tudo o que houver em português”.

Pois e não é que ouvi em Pyongyang o “Malhão, malhão”, a “Laurindinha vem à janela” e o “Cabelo à lua”?! Juro! Eram cassetes velhotas mas ali está o nosso Portugal em versão musical!

Read Full Post »

literacia.jpg

Mil perdões pela ausência. Andei “entretida” com trabalho. Vamos ao que interessa.

No site da Fundação Reuters, os jornalistas – e toda a gente – podem escolher países e variáveis e criar gráficos. Por brincadeira – e depois vi que até nem me deu vontade nenhuma de rir – comparei os níveis de literacia entre a Coreia do Norte e Portugal. Pedi uma comparação entre 2000 e 2007 mas só há dados disponíveis para a Coreia em 2003 e 2004. Mesmo assim, repito, mesmo assim, fiquei preocupada.

Em 2004, o azul escuro da Coreia do Norte está acima do azul claro de Portugal e literacia significa perceber o que se lê. Pronto, mas eu também percebo o que percebem os norte-coreanos mediante aquilo que lhes é dado a perceber!

Read Full Post »

[Foto: Reuters]

foto-christopher-hill.jpg

 [Christopher Hill]

O enviado norte-americano para a questão nuclear, Christopher Hill, disse que a reunião em Genebra com o colega norte-coreano foi “muito boa”, mas que ainda não há grandes avanços. Portanto, vão continuar a falar.

Read Full Post »

O Departamento de Estado Norte Americano divulgou o relatório de 2007 sobre a situação dos direitos humanos em mais de 190 países. 

A China saiu da lista negra mas a Coreia do Norte continua lá.  

Continuam as execuções, mantêm-se as prisões de trabalho forçado – algumas prisioneiras grávidas foram obrigadas a abortar –, o sistema judicial não foi independente e não promoveu julgamentos justos, a liberdade de expressão foi negada aos cidadãos, o governo continua a controlar toda a informação, não houve liberdade religiosa… 

Não houve e não há. Há muito tempo… Mas há mais, aqui.

Read Full Post »

Amanhã, Estados Unidos e Coreia do Norte reúnem-se em Genebra para discutir o fim do programa nuclear norte-coreano.
Pyongyang ainda está por cumprir o acordo.

Read Full Post »

 

[Foto: Rita Colaço / Agosto 2006, Coreia do Norte – Vestido Tradicional]

vestido-coreano-2.jpg

Educar, vestir e falar para a revolução.

No dia das mulheres, o editorial do Rodong Sinmun (podem chegar a ele através da agência KCNA) veio com esta: “as mulheres devem dar bons exemplos em todos os aspectos da cultura e comportamento, seja nas roupas, nos cabelos ou na linguagem”. Incita também as mulheres a educarem os seus filhos como “leais revolucionários” e a não permitirem “ideias reaccionárias e estilos de vida alienígenas que andam a ser espalhados pelos imperialistas que querem penetrar na nossa sociedade”.

Depois, lembram que foi Kim Il-sung quem trabalhou arduamente e promulgou a Lei para a Igualdade entre Sexos.

Foi promovido, em Pyongyang, um concurso de culinária para assinalar esse (discutível) Dia Internacional das Mulheres. Posso depreender que os homens também se agarraram aos tachos já que a Coreia do Norte tem uma Lei para a Igualdade, certo?

Read Full Post »

Gente boa

[Foto: Rita Colaço / Coreia do Norte, Agosto de 2006]

militares-f.jpg

Uma fotografia, para quebrar uns poucos de dias com más notícias da Coreia do Norte.

Kim Jong-il não pode dar todo o retrato da Coreia. Por lá, vive gente boa. E eu sei.

Read Full Post »

A Coreia do Norte é ainda mais pobre do que se julgava.

Em Agosto do ano passado, o Banco da Coreia do Sul revelou que em 2006 a economia norte-coreana ficou-se pelos 22,8 biliões de dólares. Mas o antigo ministro sul-coreano da unificação, Lee Jong-seok, divulgou hoje um relatório que mostra que, afinal, a economia do vizinho do Norte atingiu apenas os 9 biliões. O Banco da Coreia do Sul terá utilizado para o empobrecido Norte os mesmo critérios que utiliza para medir a saúde financeira do enriquecido Sul, por isso os valores são tão díspares.

Este documento revela que, em média, cada norte-coreano dispõe apenas de um dólar por dia para viver, o que coloca este país na lista dos 25 países mais pobres do mundo.

A lista da revista Forbes com os homens mais ricos do planeta foi divulgada ontem e dá Warren Buffett como o vencedor. Ele é um filantropo americano de 77 anos que tem a sua fortuna avaliada em cerca de 62 biliões de dólares.

62 biliões de apenas um homem contra 9 biliões de 23 milhões de pessoas…é só fazer as contas.

Read Full Post »

Provérbios

O “Estúdio Coreano de Cinema de Animação 26 de Abril” – mais um daqueles nomes complicadíssimos – lançou vários filmes para as crianças norte-coreanas. É uma informação da Agência Central de Notícias da Coreia.

O filme “9 marinheiros”, por exemplo, começa com uma cena em que os habitantes de duas aldeias são arrastados por um tufão para uma ilha deserta.

Esta cena deve ser espectacular! Imaginem o realismo da coisa…

Continuando, estes habitantes só têm um barco para regressarem às suas aldeias e começa ali uma discussão em que todos tentam entrar ao mesmo tempo no barco…os aldeães medem forças e, como resultado, o barco regressa à ilha deserta.

Moral da história, tendo por base um velho ditado japonês e que traduzido dá qualquer coisa como: “demasiados marinheiros fazem o barco subir a montanha”. Ou em bom português: “quem tudo quer, tudo perde”.


Read Full Post »

A igreja publicou o primeiro documento sobre a liberdade religiosa na Coreia do Norte, em colaboração com o centro de recolha de dados para os Direitos Humanos na Coreia do Norte – um centro que fica em Seul.

O relatório inclui os resultados de uma amostra de 755 norte-coreanos que fugiram para a Coreia do Sul. 85,7% disseram que não há liberdade religiosa na Coreia do Norte e destes quase 100 por cento afirma nunca ter tido autorização do regime para entrar numa igreja ou num templo.

Na Agência Ecclesia, o portal de informação da Igreja Católica em Portugal, estão mais dados.

No fundo, este relatório lembra-me apenas a conversa que tive na Coreia do Sul com o fundador da organização Helping Hands Korea, o reverendo Tim Peters. Ele dizia-me que na Coreia do Norte “Cristo é rival dos Kim”.

Read Full Post »

Numa sessão das Nações Unidas, esta semana em Genebra (Suiça), Seul pediu a Pyongyang mais direitos humanos.

O representante norte-coreano em Genebra, Choe Myong-nam, já disse que esse foi um pedido “irresponsável”, que vai ter “uma repercussão negativa nas relações entre as duas Coreias”.

De 2003 a 2005, o governo sul-coreano esteve sempre à margem das votações da ONU que condenaram a ausência de direitos humanos na Coreia do Norte, para não provocar o vizinho.

Agora, o recém-eleito presidente sul-coreano, Lee Myung-bak, prometeu endurecimento para com o regime de Kim Jong-il e é favorável a pôr o dedo na ferida e a questionar a situação dos direitos humanos na Coreia do Norte. Lee sublinhou que “a crítica com afecto pode levar a uma sociedade norte-coreana mais saudável”.

Read Full Post »

É mais uma denúncia da Good Friends, uma ONG sul-coreana.

Dois homens e 13 mulheres norte-coreanos foram executados a 20 de Fevereiro, na cidade de Onseong.

São pessoas que foram à China para matar a fome e acabaram executadas sumariamente.

Este país, que tantas oportunidades oferece à música, desafina-se cada vez mais.

Read Full Post »

[Foto: Rita Colaço/Agosto 2006 – Parque de Moranbong, Pyongyang]

moranbong.jpg

Um miminho para os olhos cansados ao final do dia! É tão bonito este pagodinho, não é?

Read Full Post »

A Coreia do Norte enviou uma mensagem de congratulação ao novo presidente russo, Dmitry Medvedev, na esperança de que os laços entre Pyongyang e Moscovo se estreitem ainda mais.

Medvedev foi escolhido a dedo por Vladimir Putin. Obteve uma vitória estrondosa na eleição de domingo passado que os observadores dizem ter sido tudo menos livre e justa.

A Rússia foi um importante aliado da Coreia do Norte até à desintegração soviética, em 1991. A relação começou a dar sinais de melhoras depois de Putin ter chegado ao Kremlin.

Agora parece que ainda vai ficar melhor.

Read Full Post »

Depois da semana do compasso binário Coreia-do-Norte-Estados-Unidos, Pyongyang acusou Washington de querer assumir o papel de colonizador, tal como o Japão fez na primeira metade do século XX.

Este fim-de-semana, o jornal do Partido dos Trabalhadores sublinhou que os Estados Unidos continuam a querer invadir a nação do “Grande Líder” Kim Il-sung.

Enquanto isso, o acordo de Pequim – onde a Coreia do Norte se comprometeu a desactivar o seu programa nuclear – está por cumprir. O negociador norte-americano para o programa nuclear de Pyongyang, Christopher Hill, deixou ontem a China sem se encontrar com o homólogo norte-coreano, Kim Kye-gwan, e afirmou que os norte-coreanos “estão à procura de ideias e não sabem o que querem fazer”.

Read Full Post »

%d bloggers like this: