Anúncios
Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Fevereiro, 2007

Miss Kim (I)

Começa hoje o retrato mais alargado dos protagonistas da estória “Coreia do Norte: um segredo de Estado”.

No dia em que aterrei em Pyongyang, os cinemas acabavam de estrear o filme “Diário de Uma Jovem Estudante”, anunciado como o “produto da sábia liderança de Kim Jong-il, um mestre na arte cinematográfica”. Assim, tal e qual.

Foi nesse mesmo dia que conheci Miss Kim. Tinha 21 anos em Agosto do ano passado e estava a estudar inglês. Num primeiro contacto, fez questão de esclarecer o título: sou uma rapariga, não sou Mrs. Mrs e Miss é muito diferente…não gosto nada disso. Não é Mrs é Miss…”

Levante-se, então, a tela de Miss Kim, parte I.

[foto de Rita Colaço, em 20/08/2006, Pyongyang, Hotel Yangakdo]

kim-1.jpg

Qual foi o último filme que viste?

“E tudo o vento levou”. É um filme muito bonito. Ensina-nos que o dinheiro não é importante, não é o melhor da vida. O homem deve ser honesto. Os homens não devem seguir o dinheiro, o dinheiro é que deve seguir o homem.

 E como corre a vida aqui?

Mesmo que hoje tenhamos condições difíceis, não importa. De futuro podemos viver felizes, porque temos poder para construir um país próspero, por isso não importa. Muitos estrangeiros lêem reportagens ou histórias na Internet, mas quando vêm aqui gostam. Há muitas mentiras. Na Internet dizem que o metro não funciona, que não há carros na rua, que não existem edifícios excelentes. Mas isso não é verdade e as pessoas são muito simpáticas, pacíficas e tranquilas.

Mas gostavas de ter alguma coisa em particular?

Nada me faz falta, porque o nosso povo é historicamente muito organizado nas suas vidas…por exemplo, se hoje fosse o meu aniversário, os meus vizinhos visitariam a minha casa com muitos presentes, bolo e diriam «muitos parabéns». Isso é normal. Na verdade, as condições de vida não são más, porque temos casa de graça, frigorífico, televisão, mobiliário de cozinha, animais domésticos…portanto, há que invejar alguma coisa?

Anúncios

Read Full Post »

Ainda sobre a prenda…

Depois de uma extenuante visita às instalações dos tempos-livres-dos-filhos-da-elite-norte-coreana, no Palácio das Crianças (Pyongyang), os pequenos pioneiros terminam um espectáculo dedicado ao “Querído Líder Marechal Kim Jong-il”.

Nota: a partir de amanhã vêm à rede deste blog excertos das entrevistas que não foram à rede hertziana.

(vídeo de Rita Colaço, em 17/08/2006, Pyongyang)

Read Full Post »

A Prenda da paciência

Kim Jong-il faz 65 anos.

Nesta altura, o povo deve dançar e dar vivas à vida do “Querído Líder”.

E o que sabe, afinal, cada um de nós dos 65 anos de Kim?

Em dia de aniversário, o The Guardian propõe um jogo de pergunta-resposta sobre o líder norte-coreano.

Eu proponho um parabéns à Jo Gum Nyo, ao Pak, à Miss Kim, ao To-Tchol e a todos os habitantes do Norte da península da Coreia. É para a coragem deles que vai a minha salva de palmas.

No dia do aniversário do líder, o povo come melhor. É a prenda da paciência…

Read Full Post »

Coreiatoon

Não tenho escrito nada sobre os últimos títulos: “Coreia do Norte aceita início de desmantelamento nuclear”.

Ou, então, mais longe ainda: “Coreia do Norte aceita terminar programa nuclear”.

Em troca desta “renúncia” nuclear, Pyongyang pode receber ajuda energética.

Não tenho escrito nada sobre isto e hoje encontrei o cartoon que melhor explica o meu silêncio.

 O Bandeira do Diário de Notícias é que sabe!

bandeira.jpg

Read Full Post »

O Kim “português”

Depois de alguns dias sem postar (trabalho), não podia deixar de escrever sobre a notícia que há alguns dias agitou – ou nem tanto – os media portugueses.

“Filho de Kim Jong-il tem passaporte português, vive em Macau”, foi o título que caiu da Agência Lusa.

Em Pequim ficou tudo virado do avesso. Ninguém confirmava ou comentava sequer a informação avançada pela televisão sul-coreana YTN.

Pouco depois, o cônsul-geral de Portugal em Macau negava que o filho mais velho do “Querído Líder” fosse detentor de um passaporte português emitido naquele território.

A presença de Kim Jong Nam em Macau estaria relacionada com o congelamento de contas bancárias do pai, no Banco Delta de Macau, no valor de 24 milhões de dólares. Para além disso, vivem naquele território administrado pela China os filhos e a ex-mulher de Kim Jong Nam.

A história terminou com o Ministério dos Negócios Estrangeiros português a dizer que esta notícia não tinha “qualquer fundamento”.

Mas é impossível negar a graça do insólito! Até porque surgiu na altura da viagem do primeiro-ministro à China.

Coincidência?

(Nota: peço desculpa pela má qualidade da foto, mas serve para mostrar Kim Jong Nam em pequeno ao lado do pai, Kim Jong-il, em 1981)

 (foto retirada de um artigo da BBC)

kim-jong-nam.JPG

Read Full Post »

%d bloggers like this: