Advertisements
Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Janeiro, 2007

Do 8 para o 80

Estou na Holanda há três dias, em reportagem para a Antena 1, e só hoje me apercebi que a última viagem de trabalho teve como destino a Coreia do Norte.

Agora estou naquele que é tido como um dos países mais arejados do mundo.

Do silêncio naquele Oriente para, quiçá, o exemplo-maior da liberdade de expressão faço o trajecto do 8 para o 80.

Assim é o caminho do jornalista.

Advertisements

Read Full Post »

Alimento monstro

São coelhos que mais parecem cães, tal é o tamanho.

O segredo, diz o alemão Karl Szmolinsky, 67 anos, é dar-lhes “muita comida”. Tanta que cada um dos coelhos dá para alimentar oito pessoas.

Esta imagem correu meio mundo e chegou à Coreia do Norte que já encomendou alguns destes gigantes animais para tentar aconchegar o buraco no estômago dos norte-coreanos. Pelo menos é a versão oficial.

Ora, o criador alemão tem por hábito vender estes coelhos a cerca de 250 euros, mas já vendeu 12 coelhos ao governo norte-coreano por apenas 80 euros. Preço de amigo num gesto de solidariedade.

Quando vi esta notícia, lembrei-me do testemunho de um dissidente com que falei na Coreia do Sul. Young Jin Han disse que os estudantes são obrigados a dar 10 peles de coelho às respectivas escolas, se quiserem estudar. Depois, essas peles são entregues ao governo que as vende a países terceiros.

Fazendo as contas: se os coelhos do senhor Szmolinsky dão para alimentar 8 pessoas, a pele de um coelho gigante dará para estudar sem problemas durante 8 anos?

(foto da DPA, publicada no Spiegel)

coelho-gigante.jpg

Read Full Post »

O regresso de Choi

Choi Uk-il, 67 anos, sul-coreano, pescador. Regressou a casa 30 anos depois de ter sido raptado pelo governo norte-coreano, quando trabalhava em alto mar. 

Desde o fim da Guerra das Coreias e da assinatura do armistício em 1953, Seul acredita que Pyongyang raptou 485 sul-coreanos, para ensinar aos espiões do norte como se vive no sul.

 Ora, Pyongyang diz que todos os cidadãos sul-coreanos a viver no território de Kim Jong-il fugiram da Coreia do Sul para o Norte da península, de livre e espontânea vontade. Ninguém foi raptado, nem ninguém está preso.

Esta é a frase do pescador Choi, no momento do regresso: “Estou muito feliz por regressar a casa, 31 anos depois de ter sido raptado”.

(foto da AFP, publicada no site da BBC)

choi2.JPG

Read Full Post »

Look descontraído

Esta imagem foi captada às 5 da tarde na praça Kim Il-Sung, em Pyongyang. É uma praça imensa, palco de desfiles militares e danças sincronizadas, em dias simbólicos, bem ao gosto do “Querído Líder”.

Àquela hora, quase ninguém passava na praça e esta criança caminhava sozinha, sem que a presença dos pais fosse notada por perto. Um dos meus guias fez questão de frisar: “Está a ver ? Aqui eles podem andar à vontade. Ninguém os rouba como noutros países…”

[Foto: Rita Colaço, de 15/08/2006, Pyongygang]

miudo-coreano.jpg

Read Full Post »

2007?

Feliz Ano Novo Coreia!

Que em 2007 encontrem o Norte!

Read Full Post »

%d bloggers like this: