Advertisements
Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Dezembro, 2006

Rosa Coreia

Não é nome de pessoa.

É a fábrica de têxteis de Pyongyang, onde a cor do que se veste é a cor do que se produz.

E aqui costura-se para Seul e para a China.

São 18 segundos  de um filme cor-de-rosa. Na Coreia do Norte!

 [vídeo de Rita Colaço, de 16 de Agosto de 2006]

Advertisements

Read Full Post »

Bacalhau do Norte

Diz a agência de notícias russa Interfax, citando uma fonte diplomática norte-coreana, que o regresso às negociações a seis vai ficar adiado. E as raízes da decisão estão nos Estados Unidos.

Pyongyang não gostou das exigências norte-americanas para o retomar do diálogo.

Falava-se no recomeço das negociações ainda este ano, agora fica tudo conforme manda a época, ou seja, em águas de bacalhau…

Read Full Post »

Livro grátis

Deixo aqui uma sugestão de leitura sobre a Coreia do Norte: “A year in Pyongyang”, do britânico Andrew Holloway. Trabalhou durante um ano na capital norte-coreana, de 1987 a 1988. Andrew morreu de cancro sem  conseguir publicar o livro, mas um amigo fez questão de o disponibilizar na Internet.

O livro está em inglês e foi escrito quando Kim Il-Sung ainda estava vivo. Com a morte do “Grande Líder”, em 1994, a vida mudou mas pouco.

Foi o meu livro de cabeceira antes e durante a aventura-reportagem na Coreia do Norte.

Aconselho vivamente.

Read Full Post »

USA order

Os Estados Unidos pedem à Coreia do Norte o encerramento das instalações nucleares que permitiram o ensaio da bomba a 9 de Outubro, antes do retomar das negociações a seis (Japão, China, Coreia do Sul, Estados Unidos, Coreia do Norte e Rússia).

A informação aparece no jornal japonês Yomiuri Shimbun que cita fontes governamentais japonesas e americanas.

Christopher Hill, enviado norte-americano às negociações, impôs ainda mais três condições ao regime de Kim Jong-Il:

– o encerramento do reactor nuclear de Yongbyon, onde se produz plutónio;

– pôr a ONU a par de todas as actividades nucleares desenvolvidas em território norte-coreano;

– aceitar a visita dos inspectores da Agência Internacional de Energia Atómica.

 Irá a Coreia do Norte parar o processo, principalmente depois de ter dito ontem que está em curso uma campanha de poupança de energia?

O inverno norte-coreano é rigoroso e a China, principal aliado, cortou as ajudas energéticas a Pyongyang, depois dos testes nucleares, sem o consentimento de Beijing.

Entretanto, a Coreia do Sul está disposta a oferecer 2 mil megawatts se a “irmã” Coreia desistir do programa nuclear.

São os “se’s” e as ordens, decididos a partir das mesas das principais potências mundiais. 

Na mesa do povo norte-coreano já se tirita de frio.  

Read Full Post »

Os brinquedos de Kim

Eis uma lista dos produtos de luxo que Kim Jong-Il  vai deixar de receber:

– Ipod’s, televisores plasma, cigarros, conhaque, rolex’s, motos harley davidson, jet skis, entre tantos outros.

 Depois das sanções militares impostas à Coreia do Norte, pelo Conselho de Segurança da ONU, a 9 de Outubro, agora é a vez dos países riscarem da lista de Kim Jong-Il alguns dos seus produtos favoritos.

Cada país pode elaborar a sua própria lista de produtos sancionados. O Japão já o tinha feito ao deixar de enviar caviar, atum e carros caros. Agora foi a vez dos Estados Unidos.

Os EUA alegam que estes produtos são apenas para a elite norte-coreana.

O Natal do “Querído Líder” vai ser mais pobre.

Read Full Post »

%d bloggers like this: